Bebidas prontas. Perigo!

Você está consumindo mais açúcar do que imagina!


Refrigerantes e sucos prontos passaram a fazer parte de nossa rotina ao longo das últimas décadas. Sua praticidade, baixo preço e sabor atraente, são alguns dos atrativos das bebidas prontas comercializadas e consumidas amplamente em todo o mundo.
As embalagens e propagandas destes produtos apresentam a imagem de produtos frescos, extraídos diretamente das frutas na tentativa de refletir o que deveria ser uma vida saudável. Mas a verdade por trás destes produtos é outra.
`
Contendo pouca ou quase nenhuma fruta, estas bebidas contém grande quantidade de açúcar refinado e portanto são responsáveis por boa parte do nosso consumo diário de açúcar. Para se ter uma ideia da quantidade de açúcar presente nestas bebidas podemos dar alguns exemplos. Um copo de Coca Cola (200 mL) contém 5 colheres (chá) de açúcar. Na tentativa de se manter mais saudável, muitos tem optado pelos sucos industrializados ou néctares. O néctar além de apresentar só uma parcela de fruta, ainda contém açúcar e aditivos químicos, como corantes e antioxidantes. O néctar de uva Dell Vale, contém em 200ml 26,6g de açúcar ou 7 colheres e meia de chá, o suco de pêssego industrializado contém 4 colheres (chá) de açúcar. O achocolatado Toddynho tem também 7 1/2 colheres (chá) de açúcar.
 
A comunidade científica e todos os que se preocupam com a saúde tem ficado em estado de alerta. O consumo excessivo de bebidas industrializadas açucaradas é um dos fatores responsáveis pelo aumento de casos de obesidade e de outras doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes e síndrome metabólica. De maneira ainda mais assustadora a ocorrência destas doenças tem aumentado também entre as crianças.

Um estudo feito pela Harvard School of Public Health diz que ao ingerir dois copos de refrigerantes, que contenham açúcar refinado, por dia aumenta os riscos de diabetes do tipo 2 em 26%. Entre as bebidas que podem ser prejudiciais estão refrigerantes, sucos de fruta industrializados, chás gelados, bebidas energéticas e vitaminas que são compradas já prontas.

Foram observaram mais de 300 mil homens e mulheres, com idades entre 21 e 84 anos. Os hábitos alimentares dessas pessoas foram analisados durante um período de quatro a 20 anos a fim de descobrir quais alimentos poderiam aumentar as chances de diabetes e síndrome metabólica.O resultado dos estudos mostrou que das 15 mil pessoas que desenvolveram diabetes e nove mil que tiveram síndrome metabólica, a maioria bebia com frequência bebidas que tinham açúcar refinado.

Os autores dos estudos levaram em conta fatores que poderiam influenciar o resultado, como casos de diabetes na família, sexo, peso, idade e o consumo de outros tipos de alimentos.
A relação entre bebidas adoçadas e o desenvolvimento de diabetes e síndrome metabólicas pode ser parcialmente explicada pelo aumento de peso causado pela ingestão de açúcar. As bebidas ainda podem aumentar a pressão e a concentração de insulina no sangue rapidamente, causando uma reação de resistência do corpo à insulina, o que pode elevar os riscos de diabetes.  

O estudo ainda aponta outros problemas que a ingestão de dois copos de bebidas açucaradas por dia pode causar, como cáries e doenças no sistema cardiovascular.

Substituir todas estas bebidas ricas em açúcar em nosso dia a dia não é fácil. Alternativas mais saudáveis são a água, água de coco e sucos naturais. Opte pelos sucos de frutas feitos na hora, ou de polpa pasteurizada e congelada. Apesar de ter a mesma quantidade de calorias, os sucos naturais não tem a mesma quantidade de açúcar e contém as fibras das frutas, vitaminas e sais minerais. O ideal é que eles não sejam adoçados, mas nos mais azedos pode-se acrescentar pequena quantidade de açúcar.
 
Por mais difícil que possa parecer, estas mudanças valem a pena pois podem representar um ganho enorme para a saúde de toda a família ao longo de muitos anos.